quinta-feira, agosto 19, 2010

Favela carioca usa biblioteca para combater o crack

"Um livro aberto é um cérebro que fala. Fechado, um amigo que espera. Esquecido, uma alma que perdoa. Destruido, um coração que chora." Voltaire
O acervo conta com 600 obras até agora, todas vindas de doação
A comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, está implantando uma biblioteca comunitária para afastar os jovens do crack e das drogas.
O acervo conta com 600 obras até agora, todas vindas de doação. Falta montar as estantes e desempacotar a maior parte dos títulos - alguns já estão acessíveis para os mais de 200 mil moradores da região.
O idealizador do projeto, Rafael Cruz Nascimento, afirma que tem dois amigos que caíram no mundo das drogas, o que o inspirou no projeto.
- Passei os livros para eles e eles gostaram. Eles querem mudar, mas é difícil quando se entra nesse mundo [das drogas]. Esquece de família, de amigos, de tudo.

4 comentários:

Filipe Luiz C. Machado disse...

Parabéns pela postagem.
Em tempo oportuníssimo!

Um abraço!

---------
"A importância do Fiel Ministro" -
www.2timoteo316.blogspot.com

princesas-de-deus disse...

O conhecimento é algo que não nos pode ser tirado. Excelente iniciativa!

Pandora disse...

Pócha vida, adorei a idéia... Frequentar bibliotecas publicas fez toda diferença na minha formação e em minha esperiencia como educadora tenho persebido que não existe pessoa que não gosta de ler, existe pessoa que ainda não gosta de ler pq não encontrou o livro certo, a chave certa para abrir o caminho da leitura, achando essa chave um novo mundo se abre... Tive o prazer de encontrar a chave para algumas pessoas e isso é uma dádiva... Esse rapaz ele é um herói!! Que Deus o abençoe e que ele possa ter força para continuar com esse projeto sempre!!!

fumpscs disse...

Excelente post! Que a iniciativa possa ser copiada Brasil afora.