terça-feira, agosto 18, 2009

Escravos das Superstições


Por Pr. Airton Evangelista da Costa
Dia 13, sexta-feira, agosto. Um gato preto poderá aparecer no telhado de sua casa; a coruja branca lançará seu grito de morte; os mortos poderão sair de suas sepulturas e caminhar pelas ruas de sua cidade. É hora de consultar os horóscopos, quebrar as maldições, ouvir os tarôs e, principalmente, não sair de casa.



Sorte ou azar, bênção ou maldição?




As crendices e superstições são barreiras que impedem as pessoas de conhecerem as Escrituras e o poder de Deus. Assim, colocam sua confiança em objetos ou na adoção de determinadas atitudes pessoais, que, acreditam, podem trazer bênção ou maldição:



Gato preto é agourento; usar uma figa produz bênçãos; passar por baixo de escada traz maldição; usar determinada camisa, sapato ou meia, em determinada ocasião, dá sorte; sapato virado ou camisa pelo avesso causa coisa ruim; entrar com o pé direito em qualquer lugar garante o sucesso; o uso de pirâmides produz energia positiva; sair pela mesma porta que entrou consegue-se bons resultados; cruzar os dedos e bater na madeira isola o fracasso; passar por cima de pessoas deitadas causa morte; sexta-feira, dia 13, é dia de maldição para uns, e de bênçãos para outros; uso de sal grosso afasta a malignidade; fitinha amarrada no braço dá sorte; reza de benzedeira cura quebranto de criança; consultar diariamente o horóscopo ajuda a tomar atitudes corretas; consultar regularmente os tarôs e as cartomantes garante o sucesso na vida; as velas iluminam as almas que estão nas trevas; em casa defumada o diabo não entra; o canto da coruja rasga mortalha é morte na certa.




Ouçamos a palavra de Deus:





"Não deis ouvidos aos vossos profetas, aos vossos adivinhos, aos vossos sonhos, aos vossos agoureiros e aos vossos encantadores"

(Jeremias 27.9).



"Quando vos disserem: Consultai os médiuns e os feiticeiros que chilreiam e murmuram entre dentes, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos se consultarão os mortos?" (Isaías 8.19).




"Mas, quanto aos medrosos, incrédulos, abomináveis, homicidas, adúlteros, feiticeiros, idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte" (Apocalipse 21.8).




"Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8.32)



"Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8.36)

“Não há encantamento contra Jacó, nem adivinhação contra Israel! (Números 23.23)”.



"Todo aquele que é nascido de Deus, não vive pecando; antes o guarda, Aquele que nasceu de Deus, e o maligno não lhe toca" (1 João 5.18).



“O Espírito do Senhor está sobre mim, pois que me ungiu para pregar a liberdade aos cativos, restaurar a vista aos cegos [espirituais] e pôr em liberdade os oprimidos” (Lucas 4.18-19).




“Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus” (Mateus 22.29).




“Como ao pássaro o vaguear, como à andorinha o voar, assim a maldição sem causa não virá” (Provérbios 26.2).




Fonte: palavradaverdade.com

Via
:
Ao Redor da Jabuticabeira

2 comentários:

Ricardo Cantini
São Paulo - Brasil
disse...

Graças ao SR Jesus que somos livres de todo pecado e supertição!
Texto abençoado!
Um abraço e fique na paz!
Ricardo

Meire disse...

Mas como meu coração fica apertado com "pastores" que usam de objetos ungidos, sal grosso, água benta...