domingo, janeiro 03, 2010

Isto é uma vergonha!!!

Isto é uma vergonha!!!

por Hélio


Boris Casoy nunca pensou que o seu bordão fosse voltar-se contra ele próprio. Faz só algumas horas que 2010 começou e já não falta assunto ruim. Se não bastasse a tragédia do desabamento de uma encosta na Ilha Grande em Angra dos Reis hoje, justo o pessoal encarregado de limpar a sujeira que a galera deixou nas ruas e praias na noite do reveillon, os garis, tiveram que passar a última noite com uma ofensa atravessada na garganta. O âncora do Jornal da Band, Boris Casoy, ao chamar um intervalo, não percebeu que o microfone estava aberto, e, antes de ir para o comercial, apareceram dois garis humildes desejando feliz ano novo, no que vazou o comentário do apresentador - permeado de risos de escárnio - dizendo: "Que merda: dois lixeiros desejando felicidades do alto da suas vassouras. Dois lixeiros... o mais baixo na escala do trabalho". A Band diz que hoje à noite ele vai fazer uma retratação, mas o estrago está feito. Pelo menos essas falhas técnicas (e morais) permitem conhecer melhor a maneira como boa parte da elite brasileira - jornalistas consagrados incluídos - trata o povão. Confira você mesmo:



P.S.: o pedido de "profundas desculpas" do Bóris:




Fonte: O Contorno da Sombra

3 comentários:

PC@maral disse...

Só tenho um comentário a fazer: Isso é uma Ver - go - nha!

Carla Siciliani disse...

realmente apesar da situaçao ser ruim, é "bom" que essas coisas aconteçam pq assim as mascaras caem.. uma vergonha pra ele mesmo! gostei do post!

Anônimo disse...

Selva.É mais uma prova de que poder economico,conhecimento humano sem Cristo Jesus são apenas títulos.Este sr.bóris é cheio de ética,moral e se arvora como o certinho que opina sobre tudo.Tá ai,caiu literalmente a máscara do "bonzinho"á favor da população.E acrescento só pediu desculpas porque alguém da direção deve ter dado "uma comida de " desculpe o termo,caso contrário estaria rindo até agora;Vergonha ficou pra cara dele,mostrou á hipocrisia do contexto social.Manda quem pode ou seja quem tem quem não tem é um zé ninguém.prefiro ser um Zé ninguém a ser um hipócrita.