quinta-feira, novembro 05, 2009

Eventos di Crenti do Mês de Novembro III


O Voz da Verdade foi convidado para participar da gravação do DVD de 10 anos da Banda Calypso, cantando uma música gospel chamada ‘Um novo Ser’ composta pelo Chimbinha.
Dentre todos os nomes da música gospel, o Voz da Verdade foi o escolhido, visto que Chimbinha , Joelma e toda a sua família são fãs há muito tempo , e quando participavam na igreja sempre cantavam as músicas do grupo.
As quatro atrações convidadas do show que será gravado em Recife no dia 06 de novembro de 2009 são: Voz da Verdade, Zezé di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone e Fagner. Recentemente Joelma, que é evangélica, testemunhou cura de um problema na coluna através de um milagre.
Fonte: Portal Gospel

Pitaco da Meire:
Com certeza esse evento é o que eu vi de mais tenebroso no mês de novembro.
Problema da Voz da Verdade contar com o Calypso? Nenhum, desde que seja longe de mim, bem longe.
Quanto à cura milagrosa que a cantora Joelma diz ter recebido, não duvido, pois o Deus em que eu creio disse que veio para aqueles que estão enfermos, logo quem se acha são, mais santo do que ela que atire a primeira pedra.
A pergunta que mais tenho feito nesses últimos tempos é a seguinte:
  • Qual a diferença que nós que estamos na igreja temos de pessoas que não estão na Igreja, mas professam que creem em Deus?
  • Será que Deus faz separação entre os meus e seus pecados e os delas?
E para terminar, quero lembrar que Jesus nunca dispensou ninguém que se achegou até Ele, ao contrário, Ele recebeu a todos, curou a todos, mas, nem todos os que foram curados tiveram a graça de ouvir de Jesus: "Vai em paz, a tua fé te SALVOU".
Cura não é sinônimo de aprovação divina, fosse assim Jesus não teria feito a distinção entre as pessoas que receberam cura, e as que receberam salvação. Um bom exemplo é o caso dos dez leprosos que são curados por Jesus, mas apenas um voltou para agradecer  pode ouvir que devido a sua fé foi salvo.

29 comentários:

Will disse...

Não sei o que é pior. Calypso se declarar envagélico; Calypso gravar cd com faixa de música gospel ou a escolha do confuso grupo voz da verdade, que de verdade, num tem nada. Rio ou choro?!kkk

Alex Fajardo disse...

Will ... tá tirando rss.... eu cantava voz da verdade há uns 15 anos ... um passado infame rsss .... mas até hoje gosto muito das cançoes deles

Meire disse...

Oh My!Não espalhe essa notícia!

Will disse...

Meire, vou espalhar. Quero nem saber!rs

Alex, algumas musicas são legais, mas, tendo em vista a confusão que eles fazem com relação à trindade...num faço questão de ouvir. Outro detalhe que transcende a falta de compreensão trinitária é o fato de que eles estão unidos a Marco Feliciano e afins...em suma, to fora!!!
Por causa de um relacionamente nos ultimos meses, frequentei alguns cultos da voz (rouca) da verdade, resumo: muito barulho, algumas coisinhas legais e bíblicas, uma igreja neopentecostal disfarçada de pentecostal, mas muita, muita confusão quanto à santíssima trindade. Um povo perdindinho nas ideias. =(
Cantar é fácil; difícil é viver uma vida de acordo com o verbo, ou seja, conjugar.

Jefferson de Jesus disse...

é sempre complicado falar das coisas quando há um milagre envolvido, mas se separamos do mundo pela Luz não devemos ter envolvimento formal com as trevas já que para participar de uma gravação há um contrato envolvido e outras pendências jurídicas então sempre me lembro que estou no mundo mas não faço parte dele

Até mais

Alex Fajardo disse...

ahhh tá Will .. vc tá indo para o lado da teologia deles, interpretaçao da trindade ... essa parte não me interessa muito não, nunca fui num culto da igreja deles, e nem pretendo ir, nunca fui em um show deles. Estou falando apenas musicalmente. Aliás musicalmente falando, eles são os mais bregas possíveis ... mas eu gosto desse estilo brega deles.

Mas sobre teologia deles, eu nao vou ficar dizendo se estao certos ou errados, não vou levantar bandeira da ortodoxia (opinião teologica correta) ... para analisar, condenar etc ... Minha opinião aqui é apenas musicalmente. teologicamente para mim tanto faz se eles acreditam assim ou assado.

abçs

Meire disse...

Will Concordo contigo.
Sou uma ferrenha inimiga da VV.
Um amigo da Bléia veio todo feliz me dizer que a VV estaria em sua igreja. Minha resposta: Só agora que o Espírito Santo vai estar lá, e só por uma noite?Que triste!

Meire disse...

Mano Jeff de Jesus, não consigo ver Luz na VV, pode ser pretenção e arrogância, mas esses caras não me me dizem nada.

Will disse...

To gostando do papo, Alex. Música brega?
Música brega?! kkkk
Brother, só mencionei a teologia pq não consigo cantar sem, ao menos, procurar saber no que quem canta acredita. É uma questão de lógica, né?!
Quanto à ortodoxia...meu irmão, podemos discutir sobre tudo, mas dizer que Jesus é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, não é debate teológico, é, no mínimo, uma questão de inteligência.rs

Meire, VV, pra mim, não passa de um grupo de perdido nas ideias...não posso julgar a salvação. Não julgo a de ninguém. Cuido da minha...rsrsrs

Lucas Lujan disse...

Will, vc só canta música de gente que pensa como vc?

Alex Fajardo disse...

Will, vc mencionou que não consegue cantar sem saber de fato o que quem canta, acredita no que ? .... to perdido então, acabei de ouvir um cd inteiro do Kid abelha ou Lulu Santos e J. Quest agora .. e não tenho a mínima idéia no que eles acreditam em espiritualidade, nunca analisei uma declaração doutrinaria do J. Quest. Aliás, mesmo falando em "grupos crentes" tipo o Logos que eu gosto também, nunca li nada sobre a declaração de fé deles, para depois ouvir a música deles ... Não sei se o Paulo Cesar do grupo logos é arminiano ou calvinista, se ele cre na pré tribulaçao ou não ..

Como nunca avaliei doutrinas de cantores para ouvir as suas músicas, sejam eles, grupo logos, Joao Alexandre, Kid Abelha ou J. Quest ... porque eu teria que avaliar a declaraçao de fé do Voz da Verdade, se não tenho a mínima idéia do que os outros que sempre ouvi crêem ?

Will, continue com sua filosofia de cantar apenas depois de saber em que crê quem esta cantando.

Eu não sigo assim ...

Alías, quem nunca cantou ou gostou de ouvir uma música do finado Michael Jackson ... ele cria em o que mesmo ? ... (não sei e não me interessa saber a teologia dele, muito menos a teologia do Voz da verdade) esteja o VV certo ou errado segundo os padroes da ortodoxia ... eu ainda curto o estilo de música brega deles !!

Assim tenho dito ... rsss

Meire disse...

Alex
Para tudo!
Como é que vc consegue ter um gosto tão eclético?
Vai do cult ao trash sem escalas...
Mas fica a pergunta no ar;
Quem é pior nesse show?

Alex Fajardo disse...

Rsss ... Meire, creio que música é um estado de espírito ... tem dia que amo ouvir Vineyard, tem dia que não suporto ouvir eles....

Tem diz que ouço Jessé cantando Rude Cruz e Luiz de Carvalho O Rei esta voltando ... no outro dia ouço Rappa cantando minha alma e J. Quest - O Sol ...

tem dia que amo ouvir uma música do Caetano Veloso, tem dia que me da naúsea ouvi Caetano.

tem dia que ouço Renato Suhett e tem dia que odeio ....

tem dia que quero ficar em silêncio, e tem dia que quero ouvir Enya .....ou Jorge Vercilo


Música é estado de espirito rsss

Cacá disse...

Queridos, acompanhei a discussão de boa, na minha. Li cada argumentação, e adorei todas. E como cada um deu seu pitaco, farei o mesmo, oquei?rss

Acredito, mais ou menos como o Alex, que não é preciso saber no que a pessoa que leva a música acredita para sacar a mensagem que a música quer passar. Existem músicas no meio secular, tidas como profanas, mas que, na minha humilde opinião, são sagradas.
Um exemplo clássico é a canção "Esquinas" - Dajvan. Eu não sei no que ele acredita, mas essa música ja falou comigo algumas vezes, e gente, pode parecer loucura, mas era o Pai falando comigo.

E, em sua palavra, está escrito que as pedras falarão, e pedras significa "algo morto", mais ou menos isso, ou seja, O Santíssimo podee usar qualquer pessoa pra levar a sua mensagem, qual quer uma.
Só não usará se a pessoa ficar perdendo tempo discutindo se o VV(que, na verdade, eu ouvi falar pela primeira vez no sabado passado através de meu pai) é o grupo adequado para levar o nome de Deus.

Um trecho da citada.

"Só eu sei
As esquinas por que passei
Só eu sei só eu sei
Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Nos arredores do amor
Que vai saber reparar
Que o dia nasceu..."

Abraços no coração, de coração!

Jefferson de Jesus disse...

Meire Sou RJ é só conheço o VV por nome e no Youtube, nada de diferente do que tem por aqui, se vocês estão dizendo que é uma barca igual as que tenho por aqui: muita pose, muito grito e pouca base biblica - tipo Toque no altar e seu clone Trazendo arca - concordo por que esses dois não me dizem nada. fecho com vocês por que calipso também é ruim de dar dó

Will disse...

Caracas...vamos lá:

Lucas, querido, se eu disser que só escuto música de quem concorda comigo to ferrado. Maior contradição eu seria. Sou viciado em (Exemplo) Pe. Fábio de Melo, e o cara é católico apostólico romano. E eu, evangélico protestante não-gospel. Entre outros nomes que curto muito, que não confessam o mesmo que eu.
Aproveito pra engatar minha resposta ao Alex, meu brother e dizer que antes de mais nada preciso firmar um ponto: jamais "curtirei" musicas das testemunhas de jeová (olha que já escutei, em), mórmons e etc, mas isso não quer dizer que não sentarei um dia para apreciar, afinal, uma coisa é ouvir uma ou duas vezes para apreciar, outra é curtir como fonte de inspiração constante. Saber que o VV declara que Jesus Cristo é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, dificulta minha predileção por eles, entretanto, não quer dizer que não escutarei, afinal, curto Arautos do Rei (adventistas) mesmo sabendo de suas "paixões sabáticas"...é até um crime comparar a qualidade da música - no todo - destes com aqueles.
Para mim o VV nada mais é que mais um grupo neopentecostalizado. Cantam e louvam ao Deus-Jesus-Deus, mas nas pregações e modos operandi de suas igrejas são amplamente diferentes. Repito: já frequentei a VV durante alguns meses. Lulu Santos, Djvan e etc, podem não crer no mesmo que eu creio - isso não faz a minima diferença -, porém são, no mínimo, coerentes com o que creem.
Tirando o absurdo do pensamente da divindade VV, eles não passam de mais um grupo que noutros tempos contribuiram para o crescimento evangélico no Brasil, porém, depois de neopentecostalizados, não passam de sal insipido...enfim, não quero julgar a mais do que já ouvi e vi. Mesmo assim, não dispenso a misericórdia de Deus, sobre eles e tantos outros que, por mim, não mereciam nem....
Meu irmão Cacá, pra mim não existem musica de Deus e musica do diabo. Não absorvo esta dicotomia. Ou a música é boa ou é ruim. O VV tem contribuido para a expansão dos evangélicos, sim; meu receio é dizer que eles tem contribuido para a expansão do evangelho...nem sobre mim tenho tal certeza.
Por fim, música, pra mim, é questão de compreensão à mente, à alma e ao coração...por isso não escuto muito musica internacional...não sei outro idioma a não ser português. Entretanto, não posso cantar, como verdade, que Jesus é o Pai (Jeová), pois, fosse assim, meu Deus não seria uma trindade. Canto metáforas como metáforas, verdade como verdade, definições como definições, jamais, mentiras como verdades.
Abração a todos!!!!

Meire disse...

Esse post foi com certeza o mais edificante pra mim.
Quando faço divisão do que é de Deus e do demo uso o critério gosto.
Ex.Tem horas qe o Zezé de Camargo e Luciano são do demo, aliás quase nunca tirei eles do inferno musical que criei.

Já gostei do Fabio de Melo, antes de ele virar ídolo, mas o Maninho, cantor e composito católico da gema é o meu cantor favorito de longe,e olha que amo Paulo Cezar, João Alexandre, Leonardo Gonçalves, Paulo Cesár Baruk, mas Maninho pra mim é o melhor.

Alex Fajardo disse...

Will .. acho que o negocio mesmo é questão de gosto. Porque se partirmos para o lado teológico da música ... vou pegar algo que vc disse ...

Vc afirmou que: “Saber que o Voz da Verdade declara que Jesus Cristo é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, dificulta minha predileção por eles” (ou seja, problema teológico)

Agora te pergunto, no início vc afirmou que é viciado na música do padre Fabio de Mello, mas a teologia dele diz que Maria, é mãe de Deus. (vc cantaria isso como verdade ou mentira will) - (aliás ele canta isso nas músicas dele) mas parece que esse pequeno problema teológico, de afirmar que Maria é mãe santíssima de Deus, não te impede de ouvir e curtir o padre fabio, mas o problema teológico com a trindade te impede de ouvir o Voz da Verdade ....

will cuidado com as metáforas, verdades e mentiras que anda cantando junto com o padre, pois já que vc sempre avalia essa questão teológica.

O mesmo pau que bate em chico, tem que servir para bater em josé !!

Mas como já afirmei nos post`s meus acima, meu problema não é teológico. É simplismente curtir a música por curtir. Independente da profissão de fé de quem canta.

Mas vamos ficar assim, vc continua com ouvindo o padre fabio de melo e eu continuo ouvindo o voz da verdade.

Para encerrar, indico para vc um capítulo do livro Outra Espiritualidade do Ed René Kivitz, o artigo se chama “A Graça comum, a imago Dei e a MPB” página 227 do livro onde ele analisa a graça de Deus nas músicas de Chico Buarque, Lulu Santos e Milton Nascimento. .... e nesse artigo ele não se preocupou em saber qual religião esses cantores eram.

Abçs

Will disse...

Alex, já li o livro do Ed...em momento nenhum ele cita a confusa VV. Mas isso é outra história...
Quanto ao Padre, sei selecionar o que ouço. Sei da história de que o Pe. Fabio, é contra a idolatria a Maria...mas tudo bem, ele tá errado só em concordar...mas, isso tb é outra história.
Só um detalhe: Vc é aluno do Jung, né? Pois é, ele tb afirma que Maria é santa, nem por isso vc deixa de frequentar suas aulas e analisar suas ideias.
Quero deixar claro que algumas musicas do VV eu ouço, a diferença são critérios. Alex, do pouco que te conheço, sei muito bem que vc me entendeu. Meu problema não é com a ou b, mas, sobretudo, contra um sistema neopetencostalizado e contra ideias e ideiais que não se curvam ao evangelho de Jesus. Veja, não estou falando de religião a ou b, mas de uma pessoa, Jesus.
Mas, te entendo, se vc gosta de ouvir VV, Cassiane, André Valadão, Ana Paula Valadão, Toque no Altar, Fernandinho, Daivid Quinlan e afins....sem problema, o importante é ter saúde!kkk
Abção, manu!!!

Alex Fajardo disse...

Meire , eu ouço também o Zezé di Camargo e luciano fazem mais de 10 anos rss....

Will, sua comparação sobre o Jung, é a mesma coisa de vc dizer que quando eu entrar em um onibus eu perguntar se o motorista é catolico ou evangelico. O Jung não dá aula de teologia catolica, dá aula de sociologia (que é a mesma para catolicos, evangelicos e espiritas etc ) ...

Mas encerro a questão, porque estamos discutindo coisas diferentes, vc esta batendo contra um sistema "neopentecostalizado" segundo suas palavras ... meu ponto é a musica.

Outra coisa, vc forçou a amizade agora citanto cassiane, quinlan e valadão ..... rsss...

Escritorecontista disse...

De boa, acho que todos estão preocupados em falar, e não estão entendendo nada do que o outro fala. Isso é triste. É o primeiro dia que entro nesse blog, o layout é fantástico, mas as discussões aqui são muito puxadas para a verdade de cada um.
Por eu ter citado os termos "musica sagrada" e "musica profana", que existe sim Sr. Will, existe, pode ter certeza disso. Falo pq ja vivi no ambiente musical, muito, muito mesmo. Não sei seu passado, se é crente de berço ou não, mas te digo, afirmar que não existe música do diabo meu querido, é muita falta de conhecimento de mundo, nada de "teológico", mundo mesmo... Esse termo que usei gerou polêmica não sei pq... Então, foi uma grande tarde, mas...

Meire, continue tentando, seu blog é bom, gostei. Os temas que vc escolhe são polêmicos, mas acho que o seu papel seria de intermediadora, e não o de levantar a bandedira de seus leitores, ,talvez por uma pre-disposição... continue tentando...

abraços
Decio Caramigo é jornalista e locutor

Meire disse...

Decio Caramigo, não entendi bem essa de ser intermediadora. Se eu não colocar minha opinião aqui onde mais vou colocar?
Espero e conto com sua paciência e sua colaboração - sério - tô aprendendo.
Abraços

Escritorecontista disse...

Meire, minha querida!
Claro que sua opinião tem muita importância, e deve ser colocada aqui sim, porém, ,existem algumas formas de fazer isso com maior sutileza.
Um blogueiro pode ser qualquer pessoa, mas se essa pessoa deter em suas mãos um pouco de conhecimento sobre comunicação de massa, terá mais êxito.
Você até pode levantar a bendeira de um leitor e do outro não mas, pode apostar, o leitor que você "deixou de lado" não se sentirá livre para voltar.
Agora se você consegue mostrar o seu ponto de vista com argumentações, indagações e algumas aspas, que podem ser de livros, ou de outros blogues e sites, aí você começa a ganhar credibilidade. Com isso passa a formar opinião, e seu blog deixa de ser o canto aonde a Meire apoia uns, e passa a ser algo procurado devido a veracidadee das informações e ao ótimo posicionamento intelectual que tem. Sacou?
Beijão moça
E se você quiser adotar a frase, assim como a sua amiga disse no Twitter, fique a vontade! já ouviu sobre o cidadão Kane? :0)rssssss

Meire disse...

Aí sim.
Vou procurar seguir seu conselho, eles foram muito úteis para mim.
A única coisa que não gostei é vc saber meu twitter e o da minha amiga e eu não sei o seu.
Mesmo assim valeu as dicas.

Will disse...

Alex, meu brother, em suma o que eu quis dizer é que ouvir, posso até ouvir, mas não dá pra dizer que eles cantam a verdade...voz rouca d+!rs
A questão do Jung foi besta de propósito...a discussão tava ficando boba, quando vc comentou sobre o Pe. Fábio. Não sou imbecil o bastante pra dizer que não devemos escutá-lo (o Jung), mas assim como o escutaria, escuto o Padre sem problemas.
Quando vc diz que ele idolátra Maria, portanto é arriscado ouvi-lo, chegou onde eu queria, afinal é o que vc diz sobre o Padre eu digo sobre o VV.
Forcei a amizade?kkkkk

Abção! Espero que tenha me compreendido.

Will disse...

Décio, querido, eu te entendo quando vc disse sobre música. Porém, quem não entendeu foi vc a mim. Existem músicas consagradas ao diabo, assim como existem comidas, bebidas e, lamentavelmente, vidas, porém, toda e qualquer poesia, cantada ou escrita, que promova a vida, o amor e afins, não podem ser admitidas por Satanás, ele é contra isso.
Ele não vive! Não ama! Estes são atributos divinos, semeados no homem. Que ele morra de inveja...nisso sim ele é bom.
A dicotomia: divino X profano, é uma tentativa alienante da igreja (instituição anti-graça) que esquece da graça comum e da capacidade do homem de produzir coisas boas, que louvam a Deus, mesmo que indiretamente.

Espero ter me feito compreendido,

Abção!

Alex Fajardo disse...

Não meu caro will rss ... o que eu disse sobre o padre não serve para comparação sobre o que vc diz do VV, pois quem disse que eu não ouço o padre ?

Volto a afirmar, minha questão não é teológica !!

Mas enfim, uma da manhã, tá tarde hoje para novas elucubrações.

Vou encerrar com a parte final do versículo de atos 17:32. "A respeito disso te ouvirei noutra ocasião"

abçs

Will disse...

kkkkk Excelente encerramento.
Alex, tb não disse que não ouço o VV. Apenas, não curto muitos dos estilos, bem como, sua teologia nada nada cristã.

Abção, tb!!!

Escritorecontista disse...

Will, bom dia, e a todos os demais!
Peguei uma aspas do que escrevi no meu primeiro comentário.
"Existem músicas no meio secular, tidas como profanas, mas que, na minha humilde opinião, são sagradas.", entendeu? Não afirmei que a musica é profana, ,eu disse que SÃO TIDAS COMO, mas que na MINHA HUMILDE OPINIÃO elas são SAGRADAS...

Meire, eu não sou tão bom com a tecnologia. Vou te "seguir" no twitter, mas não posto sempre e na vdd eu nem sei utilizar essa ferramente direito, mas sou um cara esforçado e aprenderei a cada dia...rssss

bj a tds!