quarta-feira, setembro 09, 2009

Amós 3:3-8 "Nove perguntas para despertar a consciência do Povo".

Quem ensina sabe fazer perguntas - boas perguntas - é um excelente método para transmitir conhecimento. Amós lançou mão de tal método. Ao entrar por esse caminho, ao fazer estas perguntas, ele despertou a consciência de Israel:

1. Duas pessoas andarão juntas se não estiverem de acordo? (3:3);

2. O leão ruge na floresta se não apanhou presa alguma? (3:4a);

3. O leão novo ruge em sua toca se nada caçou? (3:4b);

4. Cai o pássaro numa armadilha que não foi armada? (3:5a);

5. Será que a armadilha se desarma se nada foi apanhado? (3:5b);

6. Quando a trombeta toca na cidade, o povo não treme? (3:6a);

7. Sucederá algum mal à cidade, sem que o Senhor o tenha feito? (3:6b);

8. O leão rugiu, quem não temerá? (3:8a);

9. O Senhor, o Soberano, falou, quem não profetizará? (3:8b).

Qualquer pessoa que tenha um pouco de bom senso e inteligência responderia a estas perguntas de modo muito claro e direto. São perguntas, tiradas do cotidiano da vida humana e animal. DEUS quer falar direto e claro com Seu povo (ex: Jó 33:14).
O versículo chave deste texto de Amós nos diz no verso 7: "Certamente o Senhor, o Soberano, não faz coisa alguma sem revelar o seu plano aos seus servos, os profetas". É um erro pensar que este verso esteja ensinando que tudo quanto DEUS planeja fazer, precisa anunciar antes a alguém. Há muitas coisas que DEUS faz que nem anuncia antes, e nem diz porque o fez (Dt 29:29; Pv 25:2; Mc 13:32; Jo 16:12; At 1:7). Portanto, não é correto afirmar que DEUS nada faz sem antes avisar. Am 3:7 não pode ser tirado do contexto, do contrário , afeta a soberania de DEUS.

"O Senhor sempre avisa muitas vezes e de várias maneiras, e dá tempo aos Seus filhos para que se arrependam".
Fonte: A Liberdade em CRISTO

3 comentários:

Jorge Mota disse...

muito interessante a explicação sobre o verso 7, esse pequeno artigo enriqueceu meus conhecimentos, parabéns!

Jorge Mota disse...

Muito interessante a explicação sobre o verso 7, ainda que sucinto, mas foi enriquecedor para minhas pesquisas. Obrigado e parabéns.

Jorge Mota disse...

Muito interessante a explicação sobre o verso 7, ainda que sucinto, foi enriquecedor para minhas pesquisas sobre o Livro de Amós. Obrigado e parabéns!