segunda-feira, setembro 28, 2009

As aventuras e desventuras de Malco Heresiano


Por: Alessandro Cristian

"Malco Heresiano era um rapaz do interior que, em sua adolescência, passou a frequentar uma igreja evangélica pentecostal. Antes de atingir a maioridade recebeu (de Deus?) o dom da palavra. Sim, com “p” minúsculo. E passou então a berrar pregar pelos púlpitos do país.

Ficou nacionalmente conhecido graças às suas pregações que, embora inconsistentes e eivadas de heresias e frases de efeito, agradavam em cheio à turma do barulho – ou turma do reteté, como ele carinhosamente chamava seus ‘fãs’.

Seu ministério foi se expandindo, sobretudo graças às suas aparições frequentes em determinado congresso (movimento?) de heresias e algazarra realizado anualmente num Estado do Sul do país.

Estudou teologia e chegou até a concluir o doutorado (EAD?), embora isso não transparecesse em suas pregações.

Não contente apenas com o alto cachê que recebia como animador de auditório, digo, não contente em ser apenas um “pregoeiro da palavra”, expandiu seus negócios: venda de DVDs, CDs, livros, consórcio (“onde você realiza seu sonho da casa própria em nome de Jesus”), curso de teologia.

Devido ao teor de suas ministrações, muitos duvidavam que ele gozasse de sã consciência. Tal dúvida se agravou quando Malco bradou para quem quisesse ouvir que desejava receber uma cusparada do animador de auditório Bem no Rim, mundialmente famoso por derrubar pessoas, ou girando o paletó ou com seu assopro (ô mau hálito!).

Num arroubo Michael Jacksoniano, mudou radicalmente seu visual, inclusive com aplicações de botox e alisamento da cabeleira outrora quase pixaim.

Abriu até uma igreja própria, a qual foi inaugurada já com 500 membros (ao que tudo indica, peixes pescados em aquário alheio). Até grife própria o rapaz passou a ter.

As camisetas “gospel” também estavam no rol dos produtos. Ah, tá. Camisas com versículos bíblicos? Ao menos isso se espera de um Doutor em Divindade. Antes fosse. Eram camisas com chavões pentecas, do tipo “A tampa da chaleira vai voar” e “Pentecostal que não faz barulho tem defeito de fabricação”.

O moço intentava escrever ainda um livro intitulado “1300 maneiras de levantar um dindim vendendo produtos gospel”, numa alusão à quantidade de produtos disponíveis para a venda em seu site.

Diante desses fatos lamentáveis, vários cristãos passaram a pedir a Jesus coragem e um azorrague de cordéis para expulsar o vendilhão do templo.

Outros se dedicaram com afinco ao estudo e pregação da genuína Palavra de Deus, em combate às heresias de Malco.

Outros ainda passaram a denunciar as picaretagens de Malco em seus blogs apologéticos, e inclusive um deles foi ameaçado de ser processado pelo mesmo, que se sentiu ofendido com o conteúdo das postagens.

Os cristãos passaram também concomitantemente a orar para que Heresiano se voltasse unicamente às Escrituras e à exposição da Palavra. E Deus atendeu tais orações. Malco parou de fazer barulho, de gritar ao microfone receeeeeeeeeeeba!, de invocar anjos, e de todas as invencionices das quais fazia uso.

Hoje arrependido pelo passado de puerícia, é um exemplo de sabedoria e mansidão, e busca a cada dia se aprimorar-se na presença do Senhor. Suas pregações são uma mescla da ousadia e sabedoria dos pioneiros pentecostais com a profundidade dos pastores reformados. Hoje, é um missionário a serviço de Deus em Timor Leste. E Malco viveu feliz para sempre."


A presente postagem é de caráter fictício. Qualquer semelhança com pessoas, fatos, lugares ou acontecimentos da vida real terá sido mera coincidência.

Ilustração extraída do Blog do Ciro.
Fonte: [ Alessandro Cristian - em construção ]

Via: Bereianos 

Pitaco da Meire:
  • Ainda que ele não vá para Timor Leste, oro e creio que nosso irmãozinho acima citado volte a amar a Palavra e que ele A pregue mesmo que seja na Praça da Sé, sem toda a parafernália usual dos famosos pregadores.
  • Ainda que seja ouvido por meia dúzia de pessoas, saberemos que elas serão edificadas, pois o Evangelho é poder de Deus.
  • Ainda que ele mantenha seu visual cafona, (não me interesso se usa ou não chapinha: "Cada um com seu cada um, e deixa o cada um dos outros..."), mas volte a ter a paz de espírito por estar no centro da vontade de Deus.
  • Ainda que ele continue gritando, mas que seja o evangelho sem mistura, sem invenções de campanha dos 7 mil réis e outras esquisitices.
  • Ainda que tudo pareça o contrário, tenho fé de que Deus vai converter o coração dele juntamente com o meu e o seu.
Oremos juntos blogueiros, precisamos voltar ao Caminho da Paz;
Precisamos voltar para Jesus e deixarmos todas as coisinhas de fora dos nossos corações, pois tudo é vaidade...

2 comentários:

Izaias disse...

Nesse universo paralelo o camarada tomou um jeito digno na vida.
Mas duvido que no nosso universo, o personagem em questão vá tomar vergonha na cara botoxizada dele.
Haveria de ser uma grandissíssima obra do Senhor.
Aguardar pra ver.

Meire disse...

Irmão Izaias, pode parecer loucura, mas eu creio que um dia ele vai conseguir o caminho de volta.
Minha oração é essa: Que O Senhor restaure a igreja Dele no Brasil.